Comprar de comércio local é sempre um bom negócio

Comprar de comércio local é sempre um bom negócio

Além da disparidade de ofertas, comprar localmente é uma prática mais sustentável e que está conquistando aqueles que buscam um consumo consciente.

Do açougue do seu bairro ao trabalho de uma artesã que vende por redes sociais, o país é repleto dos chamados negócios locais, aqueles que não são ligados às grandes redes. 

O peso dessas empresas na economia brasileira é muito grande. No Brasil, existem mais de 25,4 milhões donos de negócios e 6,49 milhões de microempresários individuais. E a tendência é que esse número só cresça, assim como acontece na Europa e Estados Unidos, onde quase metade dos 100 dólares gastos por consumidores são destinados a esses modelos de empresas. 

Além da disparidade de ofertas, comprar localmente é uma prática mais sustentável e que está conquistando aqueles que buscam um consumo consciente. Não só em momentos difíceis, como a pandemia que estamos enfrentando, mas em todos os outros dias é importante apoiar o micro, pequeno e médio empreendedor.

Ao longo do nosso post, vamos te mostrar as vantagens dessa prática, tanto para o consumidor como para o dono do negócio. Vamos lá?

Três principais aprendizados de hoje

  • Comprar localmente já é uma tendência no Brasil. Essa prática consiste em comprar produtos ou serviços de pequenos negócios do seu bairro e não de grandes corporações.  
  • Vamos falar das vantagens que comprar localmente traz para consumidores e donos de negócio, como: geração de emprego, estímulo e fortalecimento da economia local e redução das emissões de carbono. 
  • Demos algumas dicas para você atrair mais consumidores para o seu negócio: divulgação nas redes sociais, vitrines atrativas, promoções, programas de fidelidade, panfletos e bom atendimento. 

O que significa comprar localmente?

Comprar localmente significa comprar de pequenas empresas do seu bairro, fazendo com que o seu dinheiro permaneça na região. As vantagens não ficam restritas apenas aos comerciantes, mas também se aplicam aos consumidores. 

Alguns exemplos de negócios locais são: 

lojas de artesanato
feiras do bairro
mercadinhos e quitandas
salões de beleza
farmácias pequenas
ateliês de costura

Comprar localmente contribui para movimentar, fortalecer e até recuperar a economia. Afinal, esse ato significa injetar dinheiro na região. Quanto mais consumidores comprarem de negócios locais — e esses negócios comprarem entre si —, mais essas empresas têm oportunidade de crescer.

Esse crescimento estimula os empreendedores a investirem ainda mais na qualidade e variedade dos produtos e serviços oferecidos à comunidade. A geração de empregos também aumenta, priorizando a população local.   

Contribuir para a criação de novos negócios regionais é outra vantagem de comprar localmente. Com isso, o consumidor não precisa se limitar aos mesmos fornecedores e produtores. 

Essa diversificação é vantajosa, porque ele tem mais opções de escolha, preços mais justos e produtos ou serviços que estejam mais de acordo com aquilo que busca. Como começam a surgir cada vez mais empresas na região, a concorrência entre elas aumenta e elas se esforçam mais para se destacarem. 

Agora, vamos ver outras vantagens de comprar localmente e como isso estimula a economia local! 

Fornecedores locais

Para o comerciante, comprar de fornecedores locais é uma vantagem porque além de fortalecer a economia, aumenta as chances de expansão dos negócios e a demanda de mão de obra.

Além disso, essa opção reduz os custos com logística. Se você compra de um fornecedor próximo a sua empresa, gasta menos com transporte (frete e combustível) e armazenamento. 

Essa proximidade faz com que você não precise estocar uma grande quantidade de produto para pagar o frete com menos frequência. O armazenamento menor também não exige grandes galpões para guardar a mercadoria. O resultado é menos consumo de energia elétrica e menos custos com aluguel. 

Tudo isso diminui os gastos da sua empresa e aumenta a margem de lucro no final do mês, estimulando ainda mais o crescimento do seu negócio. Para o consumidor, essa redução de custos se reflete no preço final do produto.

Geração de empregos

Mais da metade dos trabalhadores brasileiros estão em pequenos negócios. Como vimos, quando um consumidor compra localmente, movimenta o dinheiro na região. Com isso, as micro e pequenas empresas conseguem se manter no mercado, gerando emprego e renda. 

Afinal, o dinheiro está entrando, o que fomenta o crescimento desses negócios. Se o estabelecimento cresce, é preciso contratar mais funcionários. Ou seja, abrem mais vagas e com isso aumenta a geração de emprego.  

Redução da emissão de carbono 

Incentivar o comércio local acaba reduzindo as emissões de carbono. Isso porque as mercadorias não são transportadas por distâncias muito grandes.

Pensando em produtos importados, imagina quanto de combustível é consumido no transporte por avião, por exemplo? O impacto ambiental nesse caso é muito maior! 

Responsabilidade Social

Em um negócio local, o dono do negócio costuma ter participação direta no processo produtivo. Isso significa maior controle sobre a produção. Logo, a responsabilidade social aumenta, afinal, não há terceirização do trabalho. 

Personalização

Comércios locais, como feiras de artesanato, contam com produtos que não são encontrados em nenhum outro lugar. 

Para o consumidor, essa é uma vantagem porque pode adquirir mercadorias únicas por um preço justo e que fazem com que ele se sinta especial. Para o comerciante, a personalização é vantajosa porque valoriza o produto, que é exclusivo. 

Proximidade com o consumidor 

Negócios locais estreitam os vínculos entre o consumidor e o comerciante. Com isso, fica mais fácil entender quem é o cliente, o que ele deseja e espera da empresa. 

É uma relação em que ambas as partes ganham. Afinal, de um lado, o cliente pode dar sugestões e tentar negociar preços com mais facilidade. De outro, o comerciante passa a conhecer os gostos do consumidor e tomar decisões mais assertivas para o negócio.  

Fortalecimento do pequeno empreendedor

O consumidor que compra localmente ajuda a fortalecer o pequeno negócio. Mas por que isso importa? Bom, porque a empresa começa a crescer e pode investir em inovação e diversificação das ofertas de serviço e produto. 

Com isso, esses pequenos negócios podem chamar a atenção de empresas maiores, dispostas a investir capital nesses estabelecimentos. Isso significa mais oportunidade para as PMEs crescerem e se tornarem referência em seus segmentos, além de fornecedores de serviços, produtos e matéria-prima. 

Incentiva o empreendedorismo local 

Uma economia local ativa e forte estimula novos empreendedores a abrirem ou expandirem seus negócios. O público já está definido e, por isso, é mais tranquilo se aventurar por esse caminho. 

Mesmo porque, como estamos falando de negócios locais, o empreendedor já tem uma ideia de quais serviços ou produtos são necessários na região e atrairiam a atenção de empresas e consumidores.

Vida facilitada para o consumidor

Quando falamos de comprar localmente, estamos falando de comprar perto de casa ou do trabalho. Pensando assim, não é preciso enfrentar trânsito nem percorrer grandes distâncias, o que já é uma grande vantagem, principalmente em cidades maiores. 

Assim, quanto menor o deslocamento diário, melhor a qualidade de vida do consumidor — e do seu bolso! Afinal, não é preciso gastar com combustível e nem estacionamento. 

Valorização dos espaços urbanos

Pequenos negócios do bairro podem ajudar na valorização dos espaços urbanos. 

Seja um restaurante reconhecido pela qualidade da comida, uma casa de costura famosa pelo excelente serviço ou um centro de estética com o melhor atendimento da região. Tudo isso pode atrair consumidores e movimentar a região. 

O dinheiro circulando aumenta, contribuindo para a abertura de novos negócios no bairro e a valorização de estabelecimentos já existentes.  

Além disso, outro ponto é a arrecadação de impostos. Com mais empresas locais, essa arrecadação aumenta, gerando melhorias de infraestrutura na região. O que, por sua vez, contribui para atrair ainda mais pessoas dispostas a consumirem desses negócios. 

Atraia o público

Agora que já vimos as vantagens do consumo local, vamos colocar a mão na massa!

Separamos algumas ideias para você:

  • divulgação em redes sociais: divulgue seus produtos, serviços e promoções. Sempre responda aos comentários e estimule as interações e o compartilhamento de conteúdos para atrair ainda mais clientes. 
  • vitrines atrativas: arrume sua vitrine. Ações simples, como preparar a loja para datas comemorativas faz a diferença
  • promoções vantajosas: faça kits, combos e ofertas. Mas se lembre que elas precisam ser vantajosas pra você e também para os seus clientes. Faça uma pesquisa local e veja quais produtos os consumidores querem comprar e, então, ofereça descontos nessas mercadorias. 
  • programas de fidelidade: ofereça programas de fidelidade aos seus clientes. Por exemplo, se você tem uma sorveteria. A cada 5 sorvetes, o consumidor ganha algum benefício. Isso estimula o cliente a sempre voltar a sua loja. Conheça o Collact, nosso programa de fidelidade.
  • panfletos e cartões: espalhe panfletos e cartões de visita pelo bairro, oferecendo seus serviços ou apresentando sua loja. 
  • bom atendimento: o atendimento é fundamental para deixar seus clientes felizes. Invista no treinamento dos seus funcionários, estimule a empatia e a resolução de problemas.
     

Comprar localmente: vantagem para o consumidor e para o dono do negócio!

Vimos as vantagens que comprar localmente traz para o consumidor e para o dono do negócio. O que você achou? Deixe o seu comentário aqui embaixo. Vamos te responder rapidinho! 

Obrigada pelo papo e estamos juntos.
 

Vendas

Não deixe o pequeno negócio parado!

A plataforma Compre Local é um espaço para movimentar a economia e
ajudar o pequeno empreendedor a se manter na ativa.

Acesse Compre Local